Textos de alunos do 1º ciclo sobre SEGURANÇA


                                     SEGURANÇA RODOVIÁRIA

A segurança (do latim securitas) diz respeito àquilo que está livre de perigo, danos ou risco. O conceito de segurança rodoviária prende-se, portanto com a prevenção de acidentes de viação com o objetivo de proteger a vida das pessoas.

A segurança rodoviária pode dividir-se em primária (ou ativa), secundária (ou passiva) e terciária. A segurança primária é a assistência com que pode contar o condutor para evitar possíveis acidentes (por exemplo, as luzes de travagem/stop e as luzes intermitentes/os piscas). A segurança secundária procura minimizar as consequências de um acidente no momento em que este ocorre (o airbag, o cinto de segurança). Por fim, a segurança terciária tem o intuito de minimizar as consequências depois de ocorrer o acidente (como, por exemplo, o corte do fornecimento de combustível de modo a evitar incêndios).

Os especialistas apontam para diversos fatores que atentam contra a segurança rodoviária, como é o caso do excesso de confiança ao volante, da comodidade que é própria dos veículos atuais (que permitem alcançar altas velocidades praticamente sem que o condutor dê por isso) e do consumo de álcool.

 No caso dos peões, recomenda-se que usem sempre que possível as passadeiras e que atravessem unicamente quando o semáforo está verde para eles, entre outros conselhos que contribuem para aumentar a segurança. 

A segurança rodoviária também é determinada pelos sinais de trânsito e pelo respeito dos condutores para com os peões e vice-versa. Estes sinais servem de guia para todos os utentes da via pública, ensinando-os a adotar as condutas mais adequadas à medida que se vão deparando com obstáculos (como abrandar ou ter uma especial precaução).

Francisco – 4º A


Atravessar

Tenho que estar atenta 
Quando a estrada atravessar,
Olhar para um lado e para o outro
Na minha segurança tenho que pensar.

Sem pressa ou distração 
Uso sempre a passadeira,
Só atravesso quando não vem ninguém
É pois a melhor maneira.


Solange Cruz 4ºA / E.B Alto de Soutelo

                                         

Segurança da internet

A internet é muito útil, mas ao mesmo tempo muito perigosa.

Nenhuma criança deve ligar o computador sem autorização dos pais. Grande parte das crianças tem Facebook sem ser maior de idade, mas para quê? Além disso, não o usam e na pior das opções, usam-no de forma errada. Nós nunca devemos iniciar uma conversa com alguém no Messenger ou no Facebook sem a/o conhecermos pessoalmente. Mesmo quando conhecemos as pessoas, temos que ter cuidado, porque podem não ser elas próprias a conversar connosco. Os pais ou familiares das crianças devem acompanhá-los e saber sempre o que eles andam a fazer na internet. De cada vez que alguém desconhecido começa a falar connosco por internet, convém pôr logo algum adulto a par das conversas, pois se ele descobrir que alguma das conversas não é de boa intenção, liga imediatamente para a polícia. Apesar de muitos adultos não terem Facebook, 38% das crianças tem esta rede social.
Todas as redes sociais podem ser perigosas, e não apenas o Facebook ou o Messenger, porque todas elas podem esconder pessoas que não se mostram e que nos tentam enganar.

Leonor Pinto


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Então adeus...