quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011


Mau tempo mata homem em Rio Tinto

O mau tempo que ontem se fez sentir de norte a sul do País, com chuva e ventos fortes, provocou cortes de estradas, quedas de árvores e danos em habitações e viaturas. O acidente mais grave aconteceu na zona industrial do Porto, onde uma árvore caiu em cima de um carro, matando o condutor.
A protecção civil elevou o estado de alerta para laranja, o segundo mais grave, temendo ondas de oito a dez metros.
No Porto, a vítima do mau tempo foi Custódio Martins Rodrigues, de 71 anos, que residia em Baguim do Monte, Rio Tinto. A árvore atingiu o seu carro na rua Delfim Ferreira, quando dirigia a carrinha da empresa da qual era sócio, a Maquitubos. A árvore de grandes dimensões esmagou o tejadilho do carro, tendo-lhe causado morte imediata.
"As tempestades causam estes acidentes. As árvores aparentam estar em condições, mas estão podres", disse ao CM o chefe Morais, dos Sapadores do Porto. A situação não surpreendeu os moradores. Odete Augusto disse que já tinha alertado, mas "ninguém ligou".

Correio da Manhã - O que está a provocar este mau tempo?
Manuel Costa Alves - Estamos a ser afectados por uma massa de ar muito instável, que evoluiu durante vários dias no Atlântico.
- Como se explica a ocorrência de tanta trovoada?
- A massa de ar quente vinda do oceano encontrou o frio polar. Os movimentos ascendentes do ar quente levam à formação de nuvens em altitude. Temos nuvens de sete e oito quilómetros de espessura, com muita instabilidade. A fricção das gotas de água com as partículas de gelo nas nuvens provoca a trovoada.
- O mau tempo é para continuar?
- Pelas previsões do Instituto de Meteorologia vamos ter chuva pelo menos até ao fim-de-semana. Nessa altura já deve melhorar.

In Correio da Manhã, 17 Fevereiro 2011

Sem comentários:

Enviar um comentário